Bravo, Bravíssimo, Dercy, O Retrato de um Povo

Zé Paulo

Compositor: Aldir / Gelson / Odir Sereno / Rubinho

Mas quem pensou que a luz se apagou
Se enganou, ela voltou
Ela voltou com mais garra e inspiração
Cada vez mais sapeca, quem diria
Soltando a perereca da vizinha

Vou entrar no circo e com você sonhar
No fim da festa pra você gritar

Um bravo|

Bravo, bravíssimo!
Mil aplausos pra você Dercy
Ao retrato de um povo
A homenagem da Viradouro

Ah! Obrigado Dercy
Mercy, Dercy!
Abriu-se a cortina pro seu show
São cinco letras a sorrir
De Madalena pra Sapucaí

Um dia
Lá no trem da esperança
Vai o sonho de criança
Descendo a serra
Tão lindo e feliz

A luz então brilhou
O palco se acendeu
O show vai começar

Na Casa de Caboclo
A menina deslumbrou uô-ô-ô
E no seu primeiro ato
O sucesso abriu os braços pra você

Brilhante no teatro de revista
Em cena o talento de Dercy
Da comédia à piada
Com humor e gargalhada
Eu vou me acabar quá–quá–quá–quá–quá

No cassino e no cinema
No sangue o dom de criar
E viajou
Lá foi Dolores
Que dor no coração

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital